Eu Escolho Ser Feliz… E Não Ter Razão! ❤️

img_4873.jpg
 

O título desse post parece um clichê barato de filmes com final felizes, mas acredite, essa é a história da minha vida! Abro mão de ter razão sempre que minha felicidade está em jogo. Não é uma escolha fácil para nenhum ser humano que tem sangue correndo nas veias, e para mim não é diferente, mas venho trabalhando isso dentro de mim há anos, sempre tentando entender o lado do outro que pode estar tendo um dia ruim no trabalho, ou que pode ter tido uma discussão com um amigo ou algo ainda pior. A empatia, ou seja, se colocar na posição do outro, é a melhor forma pra se manter a calma, colocar os pés no chão, e escolher as palavras e atitudes correta na hora de resolver um problema onde pra se ter razão você terá que abrir mão da sua tranquilidade, paz e felicidade!

Você não precisa de nenhum super poder pra conseguir tal façanha, você só precisa de uma inspiração, uma motivação pra querer ser muito feliz! No meu caso, tenho vários motivos e inspirções: o primeiro deles é a maior inspirção que alguém pode ter pra viver que é Jesus! Quem não quer ser perfeito como Jesus? Claro que não me comparo à Ele pois sou uma pecadora, cheia de falhas. Mas tenho Jesus como minha inspiração para perdoar, amar ao próximo, respeitar e, principalmente, ser feliz! Tenho muitos motivos pra ser feliz também como meu marido e meus filhos, que aliás, tento ser um bom exemplo pra eles ensinado-os que ser feliz é muito mais gostoso e relaxante do que ter razão.

Já perdi as contas de quantas vezes pedi desculpas sem ter culpa de nada, apenas pra evitar um conflito ou simplesmente ver um sorriso no rosto de alguém. Quando vejo, durante uma conversa, que aquela pessoa está sedenta de razão, não faço força alguma para prová-la ao contrário, simplesmente concordo e saimos todos felizes! E tantas vezes que guardei minha humilde opinião só pra mim e deixei que os outros tivessem razão.

Há quem diga que viver assim não é saudável, pois guardo muitas coisas dentro de mim e um dia tudo isso vai explodir e vou acabar doente ou depressiva. Mas eu digo que isso é o que me faz bem, feliz e muito saudável! Não guardo nada disso dentro mim porque tenho um “Paizão” com quem compartilho todos os meus sentimentos, frustrações e desejos, e esse “Paizão” limpa meu coração, minha alma e me faz muito feliz e me faz querer ser cada vez mais feliz e ter menos razão.

Claro que viver dessa forma não é o ideal para todas as pessoas, pois cada um tem sua personalidade, suas crenças, seus desejos, mas, se todos tentassem, ao menos, ser mais felizes a ter razão muitos ciclos de ódio seriam quebrados. Sabe como? Imagina aquele dia horrível que você teve… Saiu atrasado para o trabalho, o dia estava chuvoso, quebrou o salto no caminho do ponto de ônibus, o ônibus estava lotado, você chega no trabalho atrasada, salto quebrada e cheirando a cachorro molhado, senta na sua mesa e logo recebe a visita do seu chefe com mil tarefaa pra você terminar antes desse longo dia acabar. O que você faz quando aquele colega de trabalho chega na sua mesa pedindo ajuda com algo que não sabe como fazer ou querendo um conselho amoroso para o relacionamento que não vai bem? Provavelmente você respondeu que ia mandar o tal colega ir plantar batata no asfalto não é mesmo? Deixando o colega ainda mais nervoso e fazendo com que ele continue essa corrente do ódio tratando a próxima pessoa que encontrar com a mesma ignorância com a qual foi tratado por vc e assim por diante. A melhor forma de evitar que essa corrente de ódio comece é escolhendo ser feliz e não ter razão! É tendo paciência e escolhendo palavras doces para se dirigir aos seus colegas e principalmente familiares, que são, geralmente, os primeiros a sentirem o poder do venenos que sai de nossas bocas!

Como eu disse no começo desse post, não é fácil, mas ser feliz é questão de escolha. Não deixe que os problemas e as tragédias do dia-a-dia consumam toda sua felicidade. Busque ver as coisas boas da vida mesmo quando estiver no deserto, tente se colocar no lugar do próximo para que possa entender suas ações! Sua felicidade só depende de você!

Você é Feliz no Casamento?

capa casal feliz port
 

Esses dias, navegando pela internet, me deparei com um post bem interessantes. Achei uma chart mostrando o que a ciência diz sobre a felicidade no casamento. A chart foi feita por um site chamado Happify, que funciona como uma espécie de rede social para ajudar a melhorar nosso estilo de vida. Eles tem vários testes e dicas que são escolhidas para você à partir de um questionário que você responde quando vai se cadastrar no site. Os testes e dicas são gratuitos, mas eles tem o plano premium também, onde a pessoa paga uma mensalidade e tem acesso a dicas ainda mais “valiosas”, vamos dizer assim! Mas a chart eu não vi nessa rede social, e sim, em algum blog que repostou a chart. O fato é que achei alguns dados bem interessantes, outros dados que eu já sabia por já ter experimentado no meu casamento e alguns outros que eu não concordo! Mas, a chart foi baseada em estudos Britânicos que demoraram anos para concluirem… Como disse, em alguns pontos eu concordo e em outros não. Eu traduzi a chart para o português e trouxe para compartilhar com vocês. Vamos conferir?

casal feliz port

 

Não concordo, por exemplo, com a parte que fala sobre os filhos, porque eu vejo as crianças como herança do Senhor e não como um motivo para se viver infeliz no casamento. Pelo menos, os meus filhos trazem muito mais felicidade para o meu casamento do que infelicidade! Acredito que nesse ponto depende muito do relacionamento entre o casal, por exemplo: eu acho muito importante que o casal tenha um momento sozinho, um tempo só para eles durante um passeio ou uma viagem, então sempre que podemos vamos ao cinema ou jantar e deixamos as crianças com uma babá! Demorei muito para conseguir fazer isso pois o fato de não termos ninguém da nossa família por perto dificultou muito nossa situação nesse ponto. Não conseguia encontrar ninguém em quem confiasse para ficar com as crianças enquanto nós saímos para nos divertir. As primeiras vezes foram terríveis!! Ligava a cada 30 minutos para a babá e não conseguia parar de pensar na Giulia (na época em que saí sozinha com meu marido pela primeira vez, estava grávida do Davi). Mas hoje confesso que consegui encontrar pessoas que realmente confio para ficarem com as crianças e sempre que temos um tempinho, meu marido e eu corremos para ter um momento a sós. Não porque as crianças nos atrapalham, mas sim porque é muito importante para o CASAL ter esse momento a dois e que não seja apenas no quarto, mas sim para conversarem e se divertirem juntos, apenas o casal! Bom, essa é a minha opinião e fazer isso tem ajudado muito no sucesso do meu casamento. Mas claro que essa não é a única coisa que faz um casamento ser bem sucedido, muitos outros pontos, inclusive citados na chart acima, devem sim ter uma atenção especial para que o casal se sinta feliz e satisfeito no relacionamento.

E você? Concorda com os pontos citados na chart?? Tem mais alguma coisa que você citaria para aumentar ainda mais a felicidade no casamento? Me conte nos comentários que vou amar saber sua opinião e seus segredos para um relacionamento bem sucedido! E não esqueçam de compartilhar esse post com seus amigos casados e solteiros, para que já fiquem preparados quando a hora deles chegarem!

Espero que tenham gostado!

Fiquem com Deus e até a próxima!

Xoxo 😉