5 Filmes Cristãos que Edificam

capa filme
 

Olá pessoal… tudo bem?

Eu amo ficar sentadinha no sofá da sala com meu marido assistindo filmes na TV, ou dar uma passadinha no cinema pra assistir os lançamentos em primeira mão. Gosto de vários tipos de filme, como vocês podem conferir na categorias Filmes aqui do blog. Mas gosto muito de assistir filmes Cristão, que passam mensagens pra vida e que edificam minha casa. Já assisti muitos filmes Cristãos, e de todos escolhi 5 dos mais recentes que mais gostei para compartilhar com vocês. Se você também ama assistir filmes, confira as dicas no video ↓

Você já assistiu algum desses filmes? Gostou?? Me conta aqui nos comentários quais você assistiu e quais você pretende assistir… Me conta também se você gostou ou não e porque?

Beijinhos

20 Coisas Que Aprendi Assistindo Grey’s Anatomy 😷

IMG_4908
 

Terminei de assistir a Temporada 12 de Grey’s Anatomy no Netflix e estava refletindo sobre tudo o que aprendi com esse seriado e vou levar para a vida inteira. Separei 10 dessas “lições de vida” para compartilhar com vocês e ver se não concordam comigo. E no final da minha lista de 10 coisas, vou deixar o link do post da minha amiga Thauane do Blog Estilo de Vida para que vocês possam conferir a lista dela de 10 coisas que ela aprendeu assistindo Grey’s Anatomy. Então, vamos conferir:

1. Aprendi que trabalhar no hospital pode ser muito perigoso, afinal, mais da metade do elenco que deixou o seriado teve um fim trágico! 😱

2. Hospital é o melhor lugar para se encontrar uma paquera, um namorado ou um casinho já que em Grey’s Anatomy todos os médicos e enfermeiros se envolvem amorosamente, e em alguns casos até mesmo os pacientes se envolvem com os funcionários do hospital! Se estiver encalhado, tente dar uma voltinha pelo hospital… Quem sabe você não encontra sua alma gêmea… 😍

3. Aprendi que o elevador é o melhor lugar para se ter uma conversa séria! 🤔

4. Aprendi a diagnosticar um tumor no cérebro apenas identificando alguns sintomas comuns entre as pessoas que desenvolvem esse tipo de tumor, afinal, a cada 10 pacientes que dão entrada no Grey Sloan Memorial, pelo menos 5 sofrem com um tumor no cerébro que pode ou não ser operável! 🤕

5. Me preocupa o fato dos médicos sairem do hospital e irem direto para o bar e depois voltarem para o hospital para atender pacientes! Se isso for como mostra em Grey’s, é melhor ficarmos atentos quando formos ao hospital! O ideal é procurar um hospital que não tenha bares por perto! 🙃

6. Entendi que casal com final feliz é coisa de conto de fadas mesmo porque não tem um casal onde nenhuma das partes ficou viúvo ou separado! E o casal que mais me decepcionou foi a Meridith e o Derek, até hoje não me conformei com a morte dele! 💔

7. Aprendi que os seres humanos são capazes de suportar dores extremas e mesmo assim sobreviverem, como uma cesárea sem anestesia com a mãe acordada e lúcida, por exemplo. 😒

8. Percebi que médicos gostam de viver juntos até mesmo quando não estão no trabalho… Mas quando eu digo viver é no sentido literal da palavra… Difícil achar um médico em Grey’s que não divida a residência com outros médicos! Preciso chamar outras blogueiras e donas de casa pra dividirem casa comigo! 😂

9. Aprendi que uma garrafa de tequila cura qualquer dor! É melhor que remédio! Recomendado pelos cirurgiões de Grey’s que não podem ter um probleminha que já se afogam em uma garrafa de tequila! 🙈

10. Aprendi que médicos não tem vida própria, pois vivem para salvar a vida do próximo e é isso que faz essa profissão tão bonita ser tão admirada! 🎉

11. Confira aqui a lista da Thauane do Blog Estilo de Vida.

Brincadeiras a parte, eu amo assistir Grey’s Anatomy, e assisti as 12 temporadas junto com a Thau e foi muito legal, porque enquanto assistíamos, comentávamos os acontecimentos, discutíamos o que achávamos certo e errado… Foi muito divertido assistir Grey’s com ela e já combinamos qual será a próxima série que assistiremos juntas!!Mas voltando a falar de Grey’s Anatomy,  esse é um seriado que te faz rir e chorar no mesmo episódio! Te faz ter raiva do personagem que você ama e amar o personagem que você sempre teve raiva! É um seriado divisor de opiniões pois enquanto uns torcem para que algo aconteça, outros torcem para que não aconteça! Por mais que os personagens deixem o seriado, a Shonda consegue escrever os episódios de forma que nós não sintamos falta deles! Eu amo Grey’s e se você ainda não assistiu, corre no Netflix que tem as 11 primeiras temporadas disponíveis por lá, e em breve eles liberam a temporada 12 também! Tenho certeza que você vai amar e não vai mais conseguir parar de assistir!

Filme: Você Acredita?/ Dou You Believe?

do you believe
 

Vou começar esse post me desculpando pela ausência aqui no blog, mas meus dias andam bem corridos e  eu realmente não ando tendo tempo de vir aqui postar, apesar de ter muitas coisas em mente para compartilhar com vocês. Mas você pode me acompanhar com mais frequência no canal do Youtube, se você ainda não me acompanha, se inscreva no meu canal que sempre posto video lá!

Bom, hoje vim compartilhar com vocês um filme MARAVILHOSO que assisti no último final de semana. O filme se chama Do You Believe? que em tradução livre significa Você Acredita? É um filme Cristão que reúne a história de 12 pessoas que de alguma forma estão ligadas ao Cristianismo. São, na verdade, 12 testemunhos de vida. O filme é maravilhoso, as histórias emocionantes e se você já teve uma experiência com Deus, assim como eu tive, com certeza será fortemente tocado por várias dessas histórias! E se você ainda não teve essa experiência, aconselho que  você assista e abra seu coração para que Deus fale com você durante o filme! A história principal é a do pastor, e à partir dele surgem as outras histórias ou se ligam, de alguma forma, à ele. Dentre as 12 histórias você vai encontrar pessoas novas na fé, pessoas que perderam a fé, pessoas que foram reconquistadas pelo amor de Jesus… Enfim! Tem o criminoso que se converteu, o operário que aceitou Jesus em seus últimos minutos de vida, o médico ateu, a mãe e filha que vivem dentro de um carro velho, a adolescente grávida, o ex-soldado de guerra e a suicida mas, de todas, a história que mais me emocionou foi a do homem que trabalhava na igreja que recebeu um milagre na vida dele, esse milagre me emocionou e emocionou o cinema inteiro, pois tudo o que se ouvia na sala eram soluços e narizes entupidos!!hahaha Esse foi, de longe, o melhor filme Cristão que já assisti até hoje! Os criadores são os mesmos do filme Deus Não Está Morto, mas que eu ainda não tive a oportunidade de assistir, mas agora, já estou louca querendo assistir logo!

O filme foi lançado aqui nos EUA no dia 20 de Março e pra ser sincera, não encontrei a data de lançamento do filme no Brasil! Mas eu espero realmente que o Brasil não deixe de adquirir essa excelente obra para passar nos cinemas. Caso isso não aconteça, creio que em breve o filme estará no Netflix e todo mundo poderá assistir!!!

Sinopse

Dezenas de almas diferentes — todas se movendo em direções diferentes, todas anseiando por algo a mais. À medida que suas vidas, de uma forma insesperada, se cruzam, eles estão cada vez mais próximos de descobrir que há poder na cruz de Cristo… embora não acreditem. AINDA.

Trailer

Espero que vocês tenham gostado!

Fiquem com Deus e até a próxima!

Xoxo 😉

Filme – Êxodo: Deuses e Reis

exodo
 

Estava doida para assistir esse filme desde que ele lançou nos cinemas em Dezembro de 2014, mas só no último final de semana que consegui assisti e posso dizer que o filme é mais ou menos, porque não gostei de algumas “adaptações” que fizeram no decorrer da história, começando pelo nome do filme que colocaram esse Deuses, no plural! Não entendi qual foi a jogada de marketing do nome… Mas, enfim!!

Bom, o filme, como o próprio nome já diz, descreve a passagem bíblica de Êxodo. Conta toda a história de Moisés, desde que ele foi resgatado ainda bebê pela irmã do faraó no Egito até quando ele sai em busca da Terra Prometida com o povo dele, resgatados por Moisés da vida escrava que tinham sob o comando do faraó. A produção é um espetáculo… Não tenho nem o que comentar!

O que realmente me decepcionou um pouco foram as tais adaptações! No meu ponto de vista, a bíblia não tem como adaptar! Ou é aquilo ou não é! Mas assim como o filme de Noé que já falei sobre AQUI, os caras deram uma viajada no filme. Mas a pior foi com relação ao mar vermelho, que na bíblia fala que o mar se abriu para Moisés passar com seu povo, e no filme o mar… Secou!! Quando, na bíblia diz que o mar se fechou matando o faraó e todos os seus guardas, no filme veio uma onda gigante não sei de onde e cobriu todo mundo, INCLUSIVE Moisés… Que foi o único que sobreviveu a onda gigante! Me corrijam se eu estiver errada, mas na bíblia fala que o mar só se fechou depois que Moisés e todo o seu povo terminaram a travessia por completo! 

Ah sim… já ia me esquecendo: a primeira praga que Deus permite cair sobre o Egito é da água que se transforma em sangue. Na bíblia isso acontece naturalmente… por obra de Deus mesmo! Mas no filme, pasmem… Aparecem crocodilos gigantes e assassinos (tipo do filme Tubarão ou A Baleia Assassina sabe?), e começam a comer todos os pescadores que estavam nos barcos e depois começam a comer uns aos outros… Tipo uma cena de terror mesmo que não sei em que lugar da bíblia eles encontraram isso… Ou a imaginação do roterista “adaptador” é mesmo bem fértil! Como se Deus precisasse de uma “ajudinha” pra fazer alguma coisa!

E não pára por aí… Tem também um menino que surge do nada pra falar com Moisés e só ele vê esse menino. Na verdade ele é como se fosse um mensageiro de Deus!! A impressão que eu tive é que eles quiserem meio que desviar a atenção de Deus do filme… Sei lá! Achei meio nada a ver esse menino!! Meio viagem mesmo!

Resumindo: o filme é bom, na medida do possível! Achei muita viagem, muita coisa sem nexo! Coisas que aconteceram mas que não existem na bíblia, coisas que aconteceram na bíblia e eles não mostraram, como por exemplo o segundo filho de Moisés, que não foi mostrado! Parecia que a história de Moisés escrita na bíblia não tinha emoção o suficiente para fazer um filme, então eles “adaptaram” para que o filme pudesse ter um pouco mais de ação, uma pitada de terror e algumas viajadas!

Sinopse

Exodus é uma adaptação da história bíblica do Êxodo, segundo livro do Antigo Testamento. O filme narra a vida do profeta Moisés (Christian Bale), nascido entre os hebreus na época em que o faraó ordenava que todos os homens hebreus fossem afogados. Moisés é resgatado pela irmã do faraó e criado na família real. Quando se torna adulto, Moisés recebe ordens de Deus para ir ao Egito, na intenção de liberar os hebreus da opressão. No caminho, ele deve enfrentar a travessia do deserto e passar pelo Mar Vermelho.

Não recomendado para menores de 14 anos

Trailer

Espero que vocês tenham gostado e se já assistiram o filme, deixe a opinião de vocês aqui nos comentários!

Fiquem com Deus e até a próxima!

Xoxo

50 Tons de Cinza é Ruim para o seu Casamento

50
 

Quem aí já leu os livros do 50 Tons de Cinza? (que diga-se de passagem, a tradução não tem nada a ver com o nome original, já que Grey é o nome do personagem e Shades, nesse caso, está se referindo as faces do personagem. A tradução mais próxima do nome original seria: 50 Faces de Grey. Mas tudo bem… Vamos relevar porque as traduções de filmes e livros costumam mesmo ser horríveis). E o filme?? Você já foi assistir? Bom… Eu não li o livro e não assisti o filme! Conheço a história porque várias pessoas que leram me contaram do que o livro se tratava e, sinceramente, nunca senti a menor vontade de ler ou de assistir o filme!

Sempre olhei tudo isso com um olhar cristão e sempre me perguntava: será que esse é o tipo de história que Deus quer que eu leia? Será que esse tipo de filme vai edificar meu casamento?? Vai melhorar minha relação íntima com meu marido? Enfim… Achei melhor não procurar conhecer melhor essa história, mesmo ouvindo depoimento de tantas mulheres “encantadas” pelo tal do Grey!

50

E apesar de achar que estava sozinha nesse desinteresse de conhecer a história do livro, descobri que não… A Sheila do blog tolovehonorandvaccum.com também tem uma opinião igual a minha com relação a essa história, e vocês conferem agora:

“A maioria das mulheres que se sentem tentadas por este tipo de literatura erótica não gostariam que seus maridos assistissem filmes pornôs. Nós pensamos que isso é um pouco diferente, porque estamos apenas “lendo uma história”, não estamos vendo duas pessoas fazerem alguma coisa. Nós não estamos objetivando ninguém. Mas você ainda está fazendo mal. O sexo é para ser algo que une duas pessoas no amor, e que melhora a relação. Se, ao invés disso, você usar o erotismo para começar a ficar excitada, e então você usa essa excitação para fazer amor com seu marido, é provável que você não esteja pensando nele naquele momento. Você está focada na história, e o seu marido fica em um plano secundário. O sexo pode ser bom? Claro! Mas isso não é a mesma coisa que dizer que é íntimo. E o que estamos buscando é intimista (e sexo verdadeiramente íntimo é bom em todos os níveis). 50 Tons de Cinza é ruim porque provoca dissociação – você não está presente de corpo e alma naquilo que está fazendo.

O erotismo faz com que você dissocie durante o sexo (fantasie em sua mente), e você não fica realmente presente com seu marido. Se você fica preocupada seu marido está fantasiando sobre alguém (ou algo mais) quando vocês estão fazendo amor, então por que você vai fazer a mesma coisa?

Um dos principais problemas com a pornografia é que ela vai muito além de simples luxúria. Torna-se um vício, e para obter o próximo “nível” você começa a procurar por coisas mais diferentes. Por isso, os homens começam olhando para uma Playboy, e logo divagam em algumas coisas, coisas realmente nojentas que os homens nunca teriam que olhar de outra forma. Mas, uma vez que você faz sexo apenas físico, ao invés de algo que lhe dá intimidade espiritual, também, você começa a enviar um feedback positivo do seu corpo para o seu cérebro, e quando você se sente estimulada, você cria um desejo de mais e mais.

E a mesma coisa acontece com o erotismo. Uma vez que vamos pelo impulso, para muitas mulheres isso não será apenas um romance que explora o lado mais sombrio das fantasias femininas. Isso torna-se um romance que é verdadeiramente de natureza pornográfica, com cenas de sexo muito gráficos nele. E isso não é bom.

Então, olha, eu sei que as mulheres, mesmo na igreja, estão dizendo: “este é um grande livro para alavancar sua libido!” Ou: “Eu só precisava de um pouco de emoção na minha vida, e o livro proporcionou isso para mim!”  Estão tratando isso como se fosse inofensivo, isso é parte da tendência da auto-realização. Nós achamos que merecemos ser plenamente saciadas sexualmente, e por isso nós procuramos maneiras rápidas para chegar lá. Não há maneiras rápidas. A chave para a satisfação sexual é a deliciar-se com o seu marido.

Isso dá trabalho. Isso precisa de comunicação e perdão. Isso leva energia quando você está esgotada. Isso te obriga a ir para a cama mais cedo, a ficar mais organizada para que você tenha mais tempo, sendo mais rigorosa com as crianças para que você tenha tempo para si mesmo, e a aprender a desligar seu cérebro de todas as coisas que você se preocupa. É preciso lidar com sua bagagem sexual, e lidar com a bagagem sexual do seu marido. É preciso ver o sexo como algo bonito. Não, não é fácil.

Mas quem foi que disse que as coisas certas na vida são as coisas fáceis? Não há recompensa maior do que realmente se conectar com seu marido, e você não pode usar um atalho para isso, especialmente um atalho que tem o perigo de ser um beco sem saída, ou que pode levá-la a um penhasco.

Quando eu era jovem, eu assisti um filme pornô enquanto trabalhava de babá. Nunca procurei por mais filmes; foi apenas aquele. E sabe quanto tempo eu demorei para tirá-lo da minha cabeça? E não foi apenas a pornografia; foram as histórias que acompanharam a pornografia (as histórias são muitas vezes muito mais atraente para as mulheres). Agora eu sei que eu não posso assistir mais, porque demorou tanto tempo para me ver  livre disso. Eu tive um momento muito difícil para pensar em sexo como algo bonito entre mim e meu marido, porque sempre que estávamos nos divertindo, uma imagem inesperada apareceria ou me lembrava da história. Estou livre agora, mas foi um caminho difícil. Eu não posso colocar em risco novamente. Então, por favor, senhoras, não façam isso para si mesmas.

50 Tons de Cinza parece inofensivo, mas não é. Intimidade é lindo. 50 Tons de Cinza não é. 

Se você está tentada a clicar no link e fazer o download do livro para o seu Kindle, pare com esse pensamento. Pare e faça algumas respirações profundas. Olhe honestamente para o seu casamento e o que você está prestes a comprar. E, em seguida, ouça a Deus.”

Me desculpem as amantes do livro, do Grey, do filme… Mas concordo com tudo o que a Sheila descreveu em seu post em gênero, número e grau e agradeço a Deus por nunca ter me interessado em ler o livro ou assistir o filme pois acredito que tudo isso poderia ter afetado minha relação com meu marido, além de que poderia, também, ter desagradado na vontade de Deus!

Espero que tenham gostado!

Fiquem com Deus e até a próxima!

xoxo 😉