Tipos de Mãe: Quais deles Você é?

Image-1-3
 

Estava pensando na forma como ajo com meus filhos, e percebi quantos tipos diferentes de mãe podem se encaixar em apenas uma pessoa. Minha forma de tratar as crianças varia muito, dependendo de vários fatores, incluindo lugar onde estamos, o que estamos fazendo, meu humor, o humor deles… Enfim! Posso ter uma atitude diferente para a mesma ocasião dependendo das circunstâncias. Localizei diversos tipos de mãe em mim.. Veja se você se identifica com algum deles, ou mais de um… ou talvez todos:

Sou o tipo de mãe AMIGA, que procura estar sempre de bem com meus filhos e mostrar que eles podem confiar em mim pra me contar tudo o que acontece na vida deles. Tento passar firmeza quando digo: se você me falar a verdade, não vou te colocar de castigo! Na maioria das vezes funciona muito bem, porém, depois preciso cumprir minha promessa, por mais difícil que seja! E é nessa hora que a mãe amiga entra em ação, sentando e conversando com eles o porque tal atitude está errada, e tentando não alterar o tom de voz para não soar como uma bronca. Além disso, procuro me divertir e rir com as brincadeiras deles assim como faço com meus amigos. Mas CUIDADO se você também se incluí nesse tipo de mãe, não tem problema algum você ser amiga dos seus filhos, mas não os deixe esquecer que antes de ser amiga, você é a mãe deles e eles te devem respeito. 😉

Também sou o tipo de mãe COMPANHEIRA, que eles sabem que podem contar pra tudo. Seja pra brincar, seja pra ajudar a estudar, ou pra bagunçar, pra passear, pra levá-los nas atividades depois da escola, pra acompanhá-los nas atividades da escola… Enfim, sabe pau pra toda obra?? Eu sou dessas… Procuro estar presente na vida deles em tudo, pois essa é a lembrança que quero que eles tenham de mim quando forem adultos… De uma mãe que fez de tudo para vê-los felizes e satisfeitos.

Mãe CORUJA, sou eu também. Tento proteger meus filhos de tudo que eu ache que possa prejudicá-los de alguma forma! Ando com lencinhos umedecidos na bolsa pra limpar a mão deles, álcool gel para desinfetar as mãos antes de comer, água, lanchinho, blusa, guarda-chuva… Claro que tudo depende do lugar onde estamos indo e as condições do tempo. Mas procuro estar sempre prevenida pra caso algo aconteça enquanto estamos fora. Sou dessas que odiava quando alguém pedia pra segurar meu bebê… Mandava limpar a mão com gelzinho e pedia pra não beijar!! Chata? Eu sei… Hahahaha Mas hoje sou muito mais relaxada com tudo isso… Sou coruja de uma forma saudável, que não impede meus filhos de serem crianças! Não me importo que se sujem ou que ralem os joelhos, comer algo que caiu no chão ou frutas sem lavar no mercado é bom para aumentar a imunidade…Tomar banho de chuva e rolar na neve também ajuda na imunidade!!! Estou na zona verde do tipo de mãe coruja e ando sempre me policiando pra não chegar na zona amarela!!!

Sou  o tipo de mãe NUTRICIONISTA, que vive controlando o que meus filhos estão comendo. Esse parece óbvio, mas conheço algumas mães que não se importam muito com a alimentação dos filhos, não se importam se estão comendo saudável ou se estão enchendo a barriguinha de doces e carboidratos. Mas eu tento controlar até mesmo quantas vezes por semana eles estão comendo carne, frango e peixe. Ovo eles comem apenas 2 por semana. Doces só um pouquinho depois das refeições e SE comer bem a comida. Pra beber só água e leite em casa. Quando comemos fora eles podem escolher entre suco de laranja ou suco de maçã… Êta mãe chata algumas de vocês devem estar pensando né??rs Mas um dia eles vão me agradecer por controlar tanto o que eles comem! Mas não pensem que sou a mãe malvada do espinafre não!!! Mesmo porque minha filha mais velha nem gosta de saladas, vegetais e tem um paladar bem seletivo para as frutas. A culpa não foi minha! Sempre dei de tudo pra ela, mas depois de uma certa idade ela simplesmente parou de “gostar” de vegetais!! Já meu filho mais novo, que teve a mesma criação, ama saladas e frutas! Vai entender!! E vejo que isso não é só comigo, pois tenho amigas que tem os mesmo cuidados com a alimentação dos filhos mas que um deles optou por não comer comidas saudáveis!! Acontece, e acreditem, a culpa nem sempre é da mãe!! Mas de qualquer forma, a alimentação das crianças é algo que prezo muito!

Tento ser uma mãe EDUCADA, mas ás vezes é difícil, confesso! hahaha Tento ser educada ao pedir para que meus filhos façam seus deveres como tarefa da escola, me ajudem com algumas coisas simples em casa como arrumar a cama deles, guardar os brinquedos, dobrar e guardar as roupas deles. Algumas coisas que peço e demoro (ás vezes dias) para ver resultado, me tiram do sério e me fazem perder a educação. Nesse momento paro de PEDIR e começo a MANDAR as crianças a fazerem as coisas que precisam ser feitas. Mas não gosto de ser assim porque acredito no exemplo dos pais. Se quero que eles sejam educados com os outros, preciso mostrar a eles como ser educado.

Sou uma mãe muito CUIDADOSA, e acho que isso já deu pra perceber né?? Cuido dos meus filhos com muito amor e carinho! Estou sempre analisando pra ver se tem algo diferente no corpo, cabelo, dentes, unhas deles. Se encontro uma pinta diferente, lá vamos nós para o pediatra! Sempre pergunto como foi na escola ou em qualquer lugar que eles tenham ido sem mim. Mas não quero apenas ouvir que foi tudo bem, quero ouvir detalhes de tudo o que aconteceu. E incentivo muito que eles realmente me contem tudo o que aconteceu. Minha filha, principalmente, conta TUDO o que aconteceu enquanto eu não estava por perto!! Dou Graças a Deus por isso!!!

ORO pelos meus filhos todos os dias e se precisar, mais de uma vez por dia! Se tem uma coisa que faço todos os dias, sem falhar, desde que virei mãe, é orar pela vida e pela saúde dos meus filhos. Oro pelo futuro deles, pelo marido e esposa que eles vão ter quando crescer, pelos filhos que eles vão ter depois que casarem! Oro todos os dias para que tudo na vida deles seja como nos planos de Deus, que eles sigam o caminho deles sem nunca se esquecerem que a honra e a glória é de Deus. Acho que esse é meu melhor tipo de mãe… O tipo que ORA pelos filhos.

Além disso sou muito CARINHOSA, AMOROSA, DEDICADA, BRAVA quando necessário, sou o tipo de ser humano que ama ser mãe e que dá o melhor pra ver seus filhos felizes, bem educados e realizados.

Pedi pra minha filha citar algumas características que ela usaria para me descrever e ela citou: Worker (trabalhadora), Caring (cuidadosa), Fantastic (fantástica) e Thoughtful (pensativo, mas ela quis dizer que penso nas outras pessoas). Confesso que ela me surpreendeu com essa descrição, eu realmente não esperava que ela me visse de uma forma tão bonita assim. E o que isso me mostrou, foi que minha dedicação como mãe tem muito efeito na vida dos meus filhos e agradeço a Deus por esse dom e também pelos meus filhos!

E você?? Que tipo, ou tipos, de mãe você é?? Escreve aqui pra mim nos comentários que vou amar saber!!

Fiquem com Deus e até a próxima!!

Beijos

 

2 de Abril – Dia Mundial da Conscientização do Autismo

autismo
 

Vamos falar um pouquinho de Autismo? Você tem algum filho portador do autismo ou conhece alguém que seja?? Provavelmente sua resposta pra essa pergunta foi SIM, não é mesmo? Isso porque a porcentagem de crianças autistas no mundo vem aumentando a cada ano e por ser uma situação nova e que, até então, não havia tido a devida atenção, foi que em 2008 a ONU estabeleceu o dia 2 de Abril como o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, e nesse dia milhares de cidades do mundo lembram essa conscientização iluminando seus monumentos com a cor azul, que foi a cor escolhida para representar esse dia!

Para que vocês entendam um pouco mais a importância desse dia para as mães dos portadores do autismo, confiram a carta que a Jacqueline Menengrone, de São José dos Campos/SP, escreveu:

autismo-2Então, no dia 2 de Abril, vamos tirar nossa camiseta azul da gaveta e, se der, troque uma lâmpada da sua casa por uma lâmpada azul, para que dessa forma possamos conscientizar a importância de se dar mais atenção aos portadores de autismo, assim como a Valentina. Se você se interessar pela camiseta que a Jacqueline está vendendo, contate-a pelo e-mail jacqueline_menengrone@hotmail.com. Como ela diz na carta, o custo da camiseta é de 20 reais + o frete para sua casa.

Caso vocês participem de algum evento em prol da conscientização, não deixem de postar as fotos nas redes sociais com a #LuzAzul.

Fiquem com Deus e até a próxima!

Xoxo 😉

 

40 Dicas para Ser Mais Presente no Dia do seu Filho

capa40dicas
 

Você tem um sentimento de culpa de vez em quando porque com tantas coisas para fazer durante o dia, muitas vezes você não dá toda a atenção que seus filhos precisam? Eu me sinto assim muitas vezes… Por mais que eu me esforce para estar com eles e atender todas as necessidades deles, às vezes sinto que não estou fazendo o suficiente por eles. Mesmo estando em casa o dia todo, são tantas coisas que preciso fazer como as tarefas domésticas, as coisas do blog, videos, compras… Enfim, tem dias que realmente não sobra tempo para sentar na sala com meus filhos e assistir uns minutinhos de televisão com eles ou passar a tarde brincando.

Sabe quando seu filho começa a fazer uma série de coisas erradas, que nós sabemos que ele sabe que está errado, mas mesmo assim ele faz, e nós não entendemos o porque daquilo? Então… Eles fazem isso para chamar nossa atenção porque na cabecinha deles, tanto faz você estar brigando ou dando carinho para eles… Tudo o que eles querem é sua atenção! Então eles fazem coisas erradas porque sabem que dessa forma você vai parar tudo o que está fazendo para ir até lá e dar uma bronca!

E foi pensando nisso que fui procurar algumas dicas que me ajudassem a ter pequenos momentos com eles, mas que me fizessem sentir mais presente na vida deles e que não os deixassem sentir falta da minha atenção. Encontrei em um blog chamado the better mom um post com 40 dicas para ser mais presente no dia dos nossos filhos e como vocês já sabem que não sou egoísta e sempre que encontro um bom artigo faço questão de traduzí-lo e compartilhá-lo com vocês, aqui vão as 40 dicas que a escritora de livros para pais e também blogueira, Tricia Goyer, fez para os pais:

  1. Cante a música favorita do seu filho enquanto você veste suas meias.
  2. Olhe nos olhos do seus filho enquanto ele fala com você.
  3. Use diferentes vozes enquanto você lê um livro para seu filho dormir.
  4. Brinque de cavalinho.
  5. Respire fundo e ore a Deus agradecendo pelo “agora”.
  6. Sente no chão e chame seu filho para sentar com você.
  7. Faça uma lista de coisas para agradecer com seu filho e acrescentem algo todos os dias.
  8. Deixe seu celular de lado. Tente deixá-lo longe de você e o cheque apenas uma vez por hora.
  9. Escreva coisas que você aprecia no seu filho em pequenos bilhetes e procure repetir essas coisas com frequência.
  10. Acrescente um toque de amor no almoço do seu filho. Pense: “O que eu poderia fazer para mostrar o quanto eu amo meu filho nessa refeição?”
  11. Ignore a louça suja, a roupa para lavar, a casa para varrer durante a primeira hora do seu dia e comece sua manhã com seu filho.
  12. Ensine para seu filho alguma brincadeira que você gostava quando era criança.
  13. Encontre maneiras de dizer “sim” ao invés de “não”.
  14. Faça de novo se algo não está dando certo naquele momento. Avise: “Comece de novo.”
  15. Reflita sobre o que seu filho está fazendo naquele momento. “Você está de pé em uma perna. Você está pulando.” Não pense que você tem que elogiar sem motivo… As crianças simplesmente querem nossa atenção.
  16. Ensine para o seu filhos tarefas domésticas simples.
  17. Vá com calma. Pense duas vezes quando estiver planejando algo, e faça isso com seu filho.
  18. Conte para seu filho alguma experiência que você tenha tido quando tinha a idade dele.
  19. Mergulhe na história do seu filho. Pergunte mais detalhes.
  20. Pergunte para seu filho o que ele gostaria de fazer por 10 minutos. Ponha o relógio para despertar e divirta-se com ele.
  21. Vá no quintal com seu filho e vejam quantos tipos de insetos vocês conseguem achar.
  22. Brinque de Reizinho Mandou.
  23. Diga para seus filhos que você é muito grata por tê-los como parte da família.
  24. Pense: Como seu filho te vê nesse momento? Como você gostaria que ele o visse?
  25. Ligue para um amigo ou um membro da família com seu filho só para dizer “Oi.”
  26. Se exercitem juntos.
  27. Pegue um álbum de fotografia antigo e compartilhe suas memórias com seus filhos.
  28. Ofereça um abraço.
  29. Faça um reunião de família e cite as coisas que vocês precisam melhorar e as coisas que vocês estão fazendo certo.
  30. Elogie seu filho por estar fazendo alguma coisa certa.
  31. Peça para seu filho te ajudar a fazer alguma coisa.
  32. Saia para almoçar com seu filho.
  33. Veja até quanto vocês podem contar juntos.
  34. Visite a biblioteca.
  35. Conte para seu filho como foi a primeira semana dele de nascido.
  36. Conte para seu filho o significado do nome dele.
  37. Leiam a bíblia juntos.
  38. Desligue a televisão.
  39. Perdoe-se. Não deixe sua mente ficar voltando ao passada e lembrando das vezes que você errou como mãe. Entregue isso para Deus.
  40. Se você se pega pensando, ou se preocupando, como o que será do futuro dos seus filhos, entregue isso para Deus também.

Sabe que refletindo nessa lista, percebi que muitas das coisas citadas eu já faço com meus filhos e talvez eu nem tenha tantos motivos para me sentir culpada pois me esforço muito para ser uma mãe presente na vida deles. Porém, tem muito pontos que preciso melhorar muito como olhar nos olhos quando eles falam comigo e deixar o celular de lado para estar com eles.

E o que você acrescentaria nessa lista? Eu vou adorar saber… Deixe aqui nos comentário! 😉

Fiquem com Deus e até a próxima!

Xoxo 😉

 

Vivendo nos EUA: Fazendo Urso de Pelúcia na Loja Build A Bear

capa urso yt
 

Como sei que vocês adoram saber como é viver nos Estados Unidos e o que tem de diferente aqui, fiz esse pequeno vlog da última vez que levei as crianças para fazerem urso de pelúcia na loja Build A Bear. Essa é uma rede de lojas bem conhecida entre os americanos e faz o maior sucesso com a criançada. A loja é o paraíso dos ursos de pelúcia e permite que a criança escolha o urso, coloque o enchimento dentro do urso, escolha roupas e acessório para seu novo amigo… Enfim… É uma experiência tanto para as crianças quanto para os pais, que assistem todo o processo de construção do urso que leva em torno de 40 minutos e depois paga a continha básica que já aviso, não é tão barata: cada urso sai em torno de 75 dólares. Isso sem muitos acessórios, porque normalmente só deixo as crianças escolherem a roupa e o sapato para o urso e chega. Mas eles oferecem vários tipos de acessórios além camas, sofás, carros, casas, coleiras, bolsas, óculos, passaporte, mala de viagem enfim… É uma infinidade de acessórios que podem ser acrescentados ao urso e não é difícil deixar 500 dólares na loja em apenas um urso. Por isso, se pretende levar a criançada para viverem uma experiência diferente, vá preparado para deixar uma graninha na loja ou já avise de antecedência o que eles estão permitidos comprar para o urso! Conselho de amiga hein…rs A loja ainda disponibiliza um espaço para festas mas não sei informar qual o valor de uma festa na loja! A única coisa que sei, é que cada criança tem direito a 1 urso e é só o que posso informar com certeza! Enfim, se você quer saber mais sobre essa experiência de se construir seus próprios ursos, é só dar o play ↓

Todos os ursos tem direito a um coração e um certificado de nascimento. Roupas, acessórios, dispositivo sonoro ou qualquer outro extra para o urso o valor é cobrado separadamente. O valor do urso sem os acessórios varia de 16 a 25 dólares. São ursos de qualidade e os estilos variam conforme a época. No natal você vai encontrar ursos natalinos, renas, roupas de papai-noel e coisas do gênero… além, é claro, dos ursos comuns. Na páscoa você encontra uma grande variedade de coelhos e em lançamentos de filmes infantis você encontra ursos caracterizados com os personagens do filme! Enfim… A loja disponibiliza ursos com os temas do momento.. Essa é uma forma das crianças quererem estar sempre na loja e os pais não tem a desculpa de que eles já tem um urso da loja, já que os modelos estão sempre variando. Adoro essa loja, porém, só vamos 1 vez por ano porque não acho que seja realmente necessário gastar tanto dinheiro com ursos de pelúcia com tanta frequência. A rede de lojas Build A Bear está na lista das 100 melhores empresas americanas para se trabalhar! Se vocês quiserem conhecer um pouco mais da loja, acessem o site http://buildabear.com. Eles tem franquias em todo o país, incluindo Orlando, Miami e New York. Eles tem franquias em alguns outros países também, mas infelizmente por enquanto o Brasil não está entre eles. Quem sabe em breve, não é mesmo?

Espero que vocês tenham gostado de conhecer um pouco mais sobre essa loja que já faz parte da cultura americana!

Fiquem com Deus e até a próxima!

Xoxo 😉

A Primeira Visita da Criança ao Dentista

photo 3
 

Boa noite mamães,

O assunto de hoje é de extrema importância e é relacionado a saúde do seu bebê. Resolvi escrever esse post depois de ouvir uma conhecida dizer que levou sua filha no dentista pela primeira vez esses dias, e a menina já tem mais de 2 anos. O resultado da demora para levá-la ao dentista? Duas cáries gigantes atrás dos dois dentes da frente. Como ela ainda é muito pequenina, terá que obturar esses dentes no hospital sob anestesia geral! Olha que perigo gente!! Uma criança de 2 anos terá que tomar anestesia geral por conta de cárie! Isso é muito grave!! Todos nós sabemos os riscos de uma anestesia geral, não é mesmo? Mas enfim, aproveitei que meus filhos tinham uma consulta periódica para limpeza dos dentes hoje e resolvi escrever esse post e junto anexar algumas fotos desse momento tão importante para a vida deles. Eu os levo no dentista desde que nasceram os primeiros dentinhos, quando eles tinha apenas alguns meses. É difícil sim, mas vale a pena cuidar da higiene bucal deles desde bebês. E desde a primeira consulta que os levo a cada 6 meses, que é o recomendado pelos dentistas, para fazer limpeza nos dentes. Então aí vão algumas informações sobre a importância de se levar as crianças ao dentista e também algumas dicas para tornar esse momento mais fácil para os pequenos ↓

Os dentes do bebê, chamados de dentes primários ou dente de leite, são importantes. Dentes primários fortes e saudáveis ajudam a criança a mastigar e a pronunciar as palavras.

Quando os bebês nascem, eles normalmente têm 20 dentes primários formados dentro da gengiva. Os dois dentes frontais de cima e os dois de baixo são os que normalmente aparecem primeiro, ou rompem as gengivas, quando a criança tem entre 6 e 12 meses de idade. A maioria das crianças têm seus 20 dentes primários nascidos até os três anos de idade.

nascimento-dentes

  • DENTES SUPERIORES ROMPE / TROCA
    • Incisivo Central 8 – 10 meses / 6 – 7 anos
    • Incisivo Lateral 9 – 13 meses / 7 – 8 anos
    • Canino 16 – 22 meses / 10 – 12 anos
    • Primeiro Molar 13 – 19 meses / 9 – 11 anos
    • Segundo Molar 25 – 36 meses / 10 – 12 anos
    DENTES INFERIORES ROMPE / TROCA
    • Segundo Molar 23 – 31 meses / 10 – 12 anos
    • Primeiro Molar 14 – 18 meses / 9 – 11 anos
    • Canino 17 – 23 meses / 9 – 12 anos
    • Incisivo Lateral 10 – 16 meses / 7 – 8 anos
    • Incisivo Central 6 – 10 meses / 6 – 7 anos
    A cárie dentária pode ocorrer logo que os dentes aparecem na boca do bebê. Os pais podem se perguntarem porque se preocuparem com os dentes cariados do bebê se eles serão substituídos pelos dentes permanentes. Mas há uma causa para essa preocupação: cáries nos dentes de leite podem causar danos aos dentes permanentes que estão sendo formados dentro da gengiva.
    Se um dente de leite é perdido muito cedo, os dentes mais próximos podem roubar ou se deslocar para o espaço vago. Quando o dente permanente está pronto para preencher o espaço, pode não haver espaço suficiente para isso. O novo dente pode ficar impossibilitado de nascer – ou pode nascer em uma posição anormal. O espaço vago pode ainda causar uma erupção prematura do dente permanente.
    Conheça o Dentista
    Proteja os dentes do seu filho começando as consultas dentais cedo. Recomenda-se que a primeira visita ao dentista ocorra seis meses depois que o primeiro dente do bebê aparecer, mas antes que a criança complete seu primeiro aniversário.
    Por quê agendar uma consulta com o dentista tão cedo? O dentista pode lhe mostrar como limpar os dentes do seu filho, te explicar a necessidade do flúor e recomendar produtos para os cuidados dentais. O dentista pode responder suas questões sobre os dentes do bebê, assim como uma visita periódica com o pediatra. O dentista também examina para ver se há algum problema, como uma cárie, por exemplo.
    Para as crianças um pouco maiores, o dentista examina gentilmente os seus dentes e gengivas, procurando por cárie e outros problemas. Se necessário, pode ser feita uma limpeza nos dentes da criança. A criança pode ser avaliada por hábitos como chupar chupeta ou o dedo.
    O cuidado preventivo do seu dentista pode economizar tempo, dinheiro e dentes. Duas importantes maneiras de prevenir as cavidades incluem o tratamento com flúor e o selante dental, uma barreira que protege a parte de trás dos dentes da mastigação. A saúde oral das crianças deve ser diferenciada. Seu dentista irá recomendar a frequência de consultas.
    O que Causa Cárie?
    A placa é um filme pegajoso e incolor que se forma nos dentes e contém bactérias. Quando o açúcar da comida e da bebida combina com essa bactéria da placa, um ácido é produzido que ataca o esmalte dos dentes. Ataques desse ácido repetidamente podem quebrar o esmalte e pode eventualmente causar cárie.
    Dicas Para Uma Visita Dental Positiva
    • Marque a primeira visita entre a chegada do primeiro dente e o primeiro aniversário do seu filho.
    • Marque a consulta para o período da manhã quando a criança tende estar descansada e cooperativa.
    • Enfatize o positivo! O dentista irá ajudar a manter os dentes do seu filho saudáveis.
    • Não faça trocas com seu filho para que ele vá ao dentista, como por exemplo dar doces, brinquedos ou levá-lo para se divertir caso ele vá ao dentista.
    • Nunca use a consulta ao dentista como uma punição.
    • Tente fazer com que seu filho aproveite a consulta ao dentista de uma forma agradável e positiva.

    Essas eram as informações e dicas que eu tinha para compartilhar com vocês para que a saúde oral dos pequenos esteja sempre em dia! E abaixo vocês conferem as fotos da consulta dos meus filhos ao dentista! Não vou dizer que eles amammmm ir ao dentista, mas posso dizer que já estão acostumados, pois recebem cuidados nos dentes periódicamente desde o primeiro dentinho, e já não me dão mais trabalho durante as consultas!!

    davi

    giulia

     

    Espero que tenham gostados!

    Não esqueçam de compartilhar essas informações tão importantes com suas amigas mamães para que elas também possam saber a importância de se levar os filhos para uma consulta ao dentista e prevenir maiores danos na saúde oral das crianças!

    Fiquem com Deus e até a próxima!

    Xoxo 😉