Jejum de Daniel

sinai_Fotor
 

“Naqueles dias, eu, Daniel, pranteei durante três semanas. Manjar desejável não comi, nem carne, nem vinho encontraram na minha boca, nem me ungi com óleo algum, até que passaram as três semanas inteiras” (Dn 10:2-3).   

Jejum de Daniel está mencionado na bíblia, no livro que leva o nome do profeta.

Este profeta é muito conhecido entre os cristãos por ter recebido livramento quando foi jogado na cova de leões e não sofrendo dano algum, o rei constatou a grandiosidade do Deus que ele adorava e permitiu que seu Deus, o Senhor, passasse a ser adorado sem risco de condenação ao povo.

Daniel estava no final de sua adolescência quando foi levado junto com seus amigos para a Babilônia, a fim de servir na corte de Nabucodonosor. Ocorreu que era contemporâneo de Ezequiel, e um pouco antes, em 605 AC a cidade de Jerusalém havia sido tomada pelos babilônicos, e após o povo de Judá terem sido levados como prisioneiros, alguns jovens aparentemente mais fortes do povo foram escolhidos para trabalhar no palácio.

Daniel era forte, profetizava, tinha sonhos e visões. Ele se recolhia em seu quarto e, diante de sua janela, dobrava os joelhos e orava e adorava o seu Deus três vezes ao dia. Sobretudo os capítulos nove e dez mostram que Daniel era homem muito amado, ungido do Senhor e com grande temor a Deus.

Logo no início ele diz Experimenta, peço-te, os teus servos dez dias; e que se nos dêem legumes a comer e água a beber. Então, se veja diante de ti a nossa aparência e a dos jovens que comem das finas iguarias do rei; e, segundo vires, age com teus servos. Ele atendeu e os experimentou dez dias” (Dn 1:12-14). Com isso o rei teve uma prova da sabedoria de Daniel e permitiu que ele e seus homens tivessem uma dieta diferenciada, quando a atitude de dispensar os manjares do palácio já não representava mais afronta ao rei.

De acordo com as escrituras, depois desse experimento com os soldados, num segundo momento Daniel fez um outro jejum que durou vinte e um dias, cuja dieta foi muito restrita e ele pranteou muito. Ao final teve uma experiência com Deus, através de um anjo vestido de linho cujos ombros estavam cingidos de puro Ufaz, lhe apareceu e o disse: Não temas Daniel, porque, desde o primeiro dia em que aplicaste o coração a compreender e a humilhar-te perante o Teu Deus, foram ouvidas as tuas palavras, e por causa das tuas palavras, é que eu vim” (Dn 10:12). 

Como uma referência a essa passagem, cristãos dos dias atuais praticam este jejum tirando de suas dietas o que para eles é apetitoso, seus “manjares”. Geralmente restringem a carne, e dão preferências a legumes, verduras e a beber água. Além da restrição alimentar, o cristão que está neste propósito procura passar o maior tempo possível do dia orando, lendo a bíblia, pranteando, buscando a comunhão com Deus, a intimidade.

fonte:  www.infoescola.com

Bom dia meninas,

Essa foi a introdução do meu post de hoje para que vocês entendam e saibam a passagem da bíblia que cita o jejum de Daniel. E por que nós, cristãos, fazemos o jejum de Daniel? Porque enquanto estamos fazendo o jejum, ficamos mais próximos de Deus, conseguimos sentir sua presença e também ouvir o que Deus fala conosco. Aqui em casa, costumamos fazer o jejum de Daniel sempre que possível, mas como é um jejum muito restrito, costumamos dar um tempo de pelo menos 30 dias entre um e outro, e posso garantir que, durante o jejum, realmente nos sentimos muito mais próximos de Deus, não só porque deixamos de comer muitos dos alimentos que gostamos, pois essa é apenas uma parte do jejum. Mas sentimos a presença de Deus muito mais forte porque procuramos orar mais, buscar mais a Deus, lemos mais a bíblia, ouvimos mais pregações e louvamos com mais frequência. Um dos pontos do jejum de Daniel é tentar nos manter o mais longe possível do que nos liga as coisas do mundo como televisão, internet, músicas seculares, enfim… Nos desligar de tudo o que nos afasta da presença de Deus para estarmos bem conectados ao Senhor.

Sei que nos dias de hoje, se manter com a televisão desligada e o computador fechado é muito mais difícil do que deixar de comer qualquer coisa que gostamos. O jejum de Daniel é um conjunto de coisas que fazemos (ou deixamos de fazer) para que possamos entender melhor o que diz a palavra de Deus, e na maioria das vezes, pedimos uma bênção para Deus durante o jejum que Deus pode nos conceder durante os 21 dias de jejum ou depois que o jejum acaba. Mas o pedido é opcional, pois Deus conhece nossos corações e sabe de tudo o que precisamos e queremos para nossas vidas, mas se houver uma causa em especial pela qual estamos esperando como o livramento de um vício, a cura de uma enfermidade ou quebra de maldição sobre nossas vidas, por exemplo, fazemos o jejum em prol dessa bênção e oramos incansavelmente durante os 21 dias para que alcancemos a bênção.

Durante esses 21 dias de jejum recebemos 21 bênçãos de Deus que são citadas na bíblia, e são elas:

01 – Benção de 3 anos em 21 dias: Dn 1.5-19

02 – Saúde e Boa aparência: Dn 1.15

03 – Força, Vigor, Inabalável: Dn 1.15

04 – Ser mais resistente e firme: Dn 1.18,19

05 – Deus livra da fornalha de fogo: Dn 3.25

06 – Livramento dos seus inimigos: Dn 4.25

07 – Deus fecha a boca dos leões: Dn 6.22

08 – 10 vezes mais sábio: Dn 1.20

09 – 10 vezes mais inteligente: Dn 1.20

10 – Ser considerado melhor: Dn 1.19

11 – Temperamento excelente: Dn 6.3

12 – Resolver coisas difíceis: Dn 2.20 e 5.12

13 – Ser mais capaz e aplicado: Dn 10.12

14 – Andar na luz, fugir das trevas: Dn 5.11

15 – Ser muito amado de Deus: Dn 10.11

16 – Ser um guerreiro de oração: Dn 6.22

17 – Receber poder do Espírito: Dn 5.12

18 – Interpretar sonhos: Dn 2.6

19 – Vida de consagração: Dn 10. 2 a 4

20 – Orações respondidas: Dn 10.12

 21 – Anjos veem te defender: Dn 10.21

As bênçãos deste jejum alcançam:

-CORPO: porque nos desintoxicamos de alimentos que são desnecessários à nossa saúde;

-ALMA: é um período de higiene mental e maior concentração em coisas que edificam;

-ESPÍRITO: ao enfraquecer a carne, somos espiritualmente fortalecidos com o jejum.

fonte: www.esbocosermao.com

Durante o jejum de Daniel podemos comer apenas o que vem da terra, ou seja, legumes, verduras, frutas, grãos, sementes oleaginosas e água. O sal e temperos são permitidos. E o que devemos cortar da nossa alimentação? Animais (carne vermelha, frango, peixes, porco e etc), ovos, leite e derivados, farinha, fermento, açúcar e todos os alimentos que não sejam vegetais. É importante ressaltar que a falta desses alimentos podem causar fraqueza em algumas pessoas, por isso é importante que um médico seja consultado antes de começar o jejum para ter certeza que você está apto a fazê-lo sem maiores danos `a sua saúde. Caso você não tenha permissão para fazer o jejum dos alimentos, escolha apenas um alimento que você goste muito para cortar durante esses 21 dias (doces, refrigerante, massa) e se afaste da TV, internet, video game, músicas seculares ou qualquer outra coisa que te impeça de estar na presença de Deus. Busque orar e clamar pelo nome do Senhor durante todo o tempo que você tiver. Tente orar 3 vezes ao dia prostrado na presença do Senhor, como fazia Daniel, e se alimente, também, da palavra de Deus, lendo a bíblia sempre que estiver livre dos seus afazeres.

O propósito do Jejum de Daniel é abrir os nossos ouvidos para a voz de Deus. Ouvir a voz de Deus é o que o mundo está precisando nos dias de hoje onde a violência nos rodeia, a pornografia está nos programas que passam em horário nobre quando nossos filhos estão na frente da TV, os jogos de video game influenciam as crianças a cometerem crimes e assassinatos… Deus está chamando por nós e como disse Jesus:  “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.” (Mateus 13:9). Vamos buscar estar na presença de Deus cada dia mais e mais.

Meninas abençoadas, apenas para lembrá-las: o jejum de Daniel é também conhecido como a dieta de Daniel, mas isso está errado. O jejum não pode ser feito com a finalidade de perder peso. É importante vocês entenderem que o jejum de Daniel é bíblico e serve para alimentar nossa alma e nos encher da presença do Espírito Santo e não para emagrecer, ok??

Espero que tenham gostado de aprender um pouco mais sobre o jejum de Daniel.

Fiquem com Deus e até a próxima!

Xoxo 😉

Christine

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *